Header Ads Widget

Açude de Marcelino Vieira enche após mais de 10 anos da última sangria

As chuvas demoraram, mas chegaram para começar a encher os açudes e trazer alegria para o povo potiguar. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado pelo Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (Igarn), aponta que o açude do município de Marcelino Vieira atingiu os 100% da sua capacidade e começou a sangrar nesta sexta-feira (07). O reservatório, que possui capacidade para 11.200.125 m³, não sangrava desde julho de 2009. 

Além do açude de Marcelino Vieira, outros quatro mananciais monitorados pelo Igarn, já atingiram 100% da sua capacidade e continuam a sangrar. São eles: o açude de Encanto, Riacho da Cruz II, Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, e Santana, também conhecido como Gangorra, localizado em Rafael Fernandes. 

A maioria dos reservatórios que receberam grandes recargas estão na bacia do Rio Apodi-Mossoró. O açude Flechas, localizado em José da Penha, que possui capacidade para 8.949.675 m³, já acumula 8.524.875 m³, correspondentes a 95,25% do seu volume total e pode sangrar nas próximas horas. O reservatório sangrou pela última vez, também em abril de 2009 e secou ainda em abril de 2018. Na segunda quinzena de março deste ano, o manancial estava com apenas 4% da sua capacidade. 

Fonte/IGARN

Postar um comentário

0 Comentários