Header Ads Widget

header ads

Saúde segue investigando caso de leishmaniose em humano no município


A Secretaria Municipal de Saúde de Felipe Guerra, segue com o inquérito sorológico que investiga o caso de leishmaniose em humano registrado na comunidade de Arapuá, na zona rural do município.

A equipe de Agentes de Endemias capacitada para a missão pelo Médico Veterinário do município, Dr. Neto Maia, e coordenada pelo Agente Filho Medeiros, segue realizando a testagem sorológica em todos os cães existentes naquela comunidade. Nos casos em que os resultados dos restos rápidos dão positivos ou inconclusivos, é feita a coleta de sangue dos animais para a realização de exame.

Preocupado com a situação, o Governo Municipal de Felipe Guerra determinou que todas as medidas cabíveis sejam adotadas pela Secretaria Municipal de Saúde que, por sua vez, comunicou o caso à Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e iniciou a investigação.

A doença

Mais conhecida como Calazar, a leishmaniose é um tipo de doença infecciosa causada por um protozoário do gênero leishmania, considerado um parasita. Sua transmissão se dá por meio da picada do mosquito-palha e essa condição é considerada majoritariamente tropical, sendo mais comum em países de clima quente e úmido, como certas regiões do Brasil.

O caso

Trata-se do único caso confirmado atualmente no município e não há outras suspeitas. O paciente é um jovem de 20 anos de idade, residente na comunidade rural de Arapuá, no município de Felipe Guerra/RN, que já recebeu alta hospitalar e reage bem ao tratamento.

_Fotos: Cedidas_


Postar um comentário

0 Comentários