Header Ads Widget

Auxílio Emergencial: Saiba quem vai receber R$ 175, R$ 250 ou R$ 375

Com o avanço da PEC Emergencial que autoriza a nova rodada de pagamentos do auxílio emergencial, o benefício está mais perto do que nunca de ser liberado para os brasileiros. A votação já teve o parecer positivo por parte do Senado e aguarda o desfecho na Câmara dos Deputados para ser aprovada e promulgada.

Com o cenário de que a nova prorrogação possa ser liberada nos próximos dias, caso ocorra de acordo com o que foi divulgado pelo governo e com a aprovação da PEC Emergencial, a nova prorrogação do auxílio será liberada em quatro parcelas referentes aos meses de março e junho. Além disso foram divulgados os novos valores para 2021.

Valores são reajustados

A nova rodada de pagamentos trará mudanças significativas referentes ao valor. No ano passado o benefício teve dois valores disponíveis, sendo R$ 600 para as cinco primeiras parcelas e de R$ 300 para as quatro últimas parcelas, chamadas de parcelas residuais.

Contudo, para este ano o governo prepara três valores diferentes para pagamento, onde o critério utilizado para liberação está diretamente ligado a composição familiar, sendo disponíveis agora três novos valores. Vamos entender como cada um vai funcionar a partir de agora.

Menor valor pago será de R$ 175

O auxílio emergencial de R$ 175 será o menor valor pago na nova rodada de pagamentos e estará disponível para as famílias compostas por apenas um único membro. Logo, os mesmos receberão quatro parcelas de R$ 175

Auxílio Emergencial de R$ 250

O valor relativo aos R$ 250, será destinado para a grande maioria dos cidadãos que recebem o auxílio emergencial, o critério utilizado para concessão dos R$ 250 é pela família composta por duas ou mais pessoas, o que é reflete a grande maioria dos beneficiários.

Maior valor será de R$ 375

O valor de R$ 375 será o valor mais alto pago nas novas parcelas do auxílio emergencial. Os R$ 375 serão destinados para as famílias compostas com as mães sendo chefes do lar. Diferente do ano passado em que as mães recebiam o valor dobrado, este ano a liberação dará 50% a mais do valor médio de R$ 250 para as mães.

Próximos passos

Com a aprovação da PEC Emergencial pelo Senado Federal em 1º e 2º turno o texto seguiu para a Câmara dos Deputados, que conseguiu aprovar na madruga desta terça para quarta a PEC em 1º turno.

A medida segue sendo debatida pela Câmara dos Deputados para que possa ser aprovada e em 2º turno e então promulgada. Caso a o texto seja aprovado, o governo federal deve editar uma Medida Provisória (MP) para autorizar os novos valores, prazos de pagamento e condições gerais do programa.

Rede Jornal Contábil

Postar um comentário

0 Comentários