Header Ads Widget

header ads

Técnicos da Vigilância Sanitária visitam bares e similares da zona rural.


A vigilância Sanitária do município visitou na manhã de hoje (11), os bares e similares que ficam na zona rural de Felipe Guerra com a finalidade de orientar os proprietários para o cumprimento do Decreto Municipal nº 331/2021 e o Decreto Estadual nº 30.210 de 08 de dezembro de 2020, que recomenda a suspensão de shows e eventos públicos ou privados, em especial os festejos carnavalescos devido a pandemia de Covid-19.

Entre as medidas, fica proibido, os estabelecimentos usarem paredões de som e carros com aparelhagem de som de alta potência. Além dessas determinações, os proprietários também foram orientados para o cumprimento das medidas sanitárias estabelecidas para redução da contaminação pelo novo coronavírus, sendo indispensáveis medidas como: higienização das mãos, o distanciamento e o uso de máscaras. Em caso de descumprimento de tais medidas, os donos dos estabelecimentos poderão ser autuados e os locais serão imediatamente interditados. Se houver alguma resistência, às forças policiais poderão ser acionadas para o cumprimento das determinações.

Para a coordenadora da Vigilância Sanitária, Cleide Oliveira, essa ação é apenas uma formalização do que já vem sendo feito pela Secretaria Municipal de Saúde, que pede aos donos dos estabelecimentos especificados que cumpram as normas que estão nos decretos. “De forma didática estamos passando nos locais passíveis de aglomeração para notificar os proprietários para que respeitem os decretos, e assim, conseguirmos vencer a guerra contra o coronavírus”, explicou Cleide.

Já para o fiscal da Vigilância, João Paulo Costa, o momento é preocupante, tendo em vista que é período de carnaval e, por mais que estejam proibidas as festas, é esperado uma intensa movimentação de pessoas na cidade. “Nos preocupa muito esse momento, já que nesse período muita gente vem para nossa cidade. Por isso temos que nos precaver. Vamos fiscalizar para evitar aglomerações e assim evitarmos também o aumento do número de contaminados pela Covid-19”, assegurou João Paulo.

O empresário Ussi Fernandes, proprietário do Aquas Club, considera muito importante o cumprimento dos decretos e das medidas, porém defende que os demais donos de estabelecimentos também cumpram. “Eu cumprirei os decretos, já que o meu estabelecimento é todo legalizado perante os órgãos e não quero perder a minha licença, mas os demais donos de bares também têm que cumprir e, para isso, peço mais fiscalização", defendeu Ussi.

O prefeito Salomão Gomes enfatiza que por mais que a vacinação tenha começado, não é momento de se descuidar. “A pandemia não acabou! As novas variantes e mutações do vírus fazem com que redobremos os cuidados. Então peço a todos que usem máscaras, higienizem as mãos e evitem ao máximo aglomerações. As medidas que estão nos decretos são para proteger a todos, portanto vamos respeitá-las", enfatizou o gestor.




Postar um comentário

0 Comentários